sexta-feira, 22 de maio de 2009

ÁFRICA! TÃO RICA E POBRE

A ÁFRICA

África é um continente onde a abundância de recursos naturais é indisputável. Contudo os povos na África são caracterizados e descritos pela fome endêmica, pelos genocídios, pelas guerras, pela corrupção, e por todas as sortes de sofrimentos incontáveis. A julgar pela beleza do continente com seus recursos naturais, imagina-se que seus povos vivem em uma idade do ouro com níveis de consumo elevado. Em vez disso, a África está cheia dos povos que ainda sofrem com problemas de crescimento. Boa parte da população encontra-se na pobreza, no desespero que permaneceram uma constante mesmo no século XXI, com todos os avanços tecnológicos e a enorme globalização.
A pobreza é a deficiência ou a falta do acesso aquelas coisas que melhora a qualidade de vida, incluindo o alimento, a moradia e a água, mas também a ausência de “valores intangíveis” como a oportunidade de aprender, a melhoria no emprego ou o respeito aos direitos dos cidadãos. Quando alguns definirem a pobreza primeiramente em termos econômicos, outros consideram fatores sociais e políticos de forma intrínseca. Embora a pobreza seja considerada geralmente indesejávl devido à dor e a sofrer possa causar, em determinados contextos espirituais, “a pobreza voluntária” que envolve a rejeição de bens materiais, é visto como virtuoso por algum. A pobreza é uma circunstância que possa afetar indivíduos ou grupos coletivos, e não é confinada às nações.Muitos fatores diferentes foram mencionados para explicar porque a pobreza ocorre. Entretanto, nenhuma explanação ganhou a aceitação universal.

A erosão, o cultivo intensivo é que conduz frequentemente à exaustão cruel do ciclo da fertilidade de solo e do declínio da renda agricola aumentanto a pobreza dos povos, desde que a maioria da economia africana depende da agricultura. Esta erosão é causada igualmente por muita remoção das árvores devido às atividades de serração de madeira, e outras atividades domésticas tais como o combustível, estas atividdes são feitas na maior parte, pelas mulheres africanas.

Desertificação e pastoreio. Aproximadamente 40 por cento da terra agrícola do mundo são degradados seriamente, devido à existência de um número demasiado de rebanhos animais em uma área, esta seria a causa da destruição da terra, tornando-a incapaz para agricultura.
Fatores geográficos, por exemplo acesso à terra fértil, à água fresca, aos minerais, à energia, e a outros recursos naturais. Presença ou ausência de características naturais que ajudam ou que limitam uma comunicação, tal como montanhas, desertos, rios ou litoral. Historicamente, a geografia impediu ou retardou a propagação da tecnologia nova às áreas como a África subsariana. O clima igualmente limita as possibilidades de exploração agrícola em terras desertificadas pela ação do pastoreio.

Relações comerciais injustas,

em particular, os subsídios muito elevados a e as tarifas protecionistas paraticadas na agricultura do mundo desenvolvido. Isto drena os rendimentos da agricultura em direção ao mundo desenvolvido aumentando os preços para os consumidores; diminui a competição e a eficiência, impede exportações por setores agrícolas e outros setores no mundo desenvolvido devido às barreiras comerciais protecionistas e mina o tipo de indústria em que os países em vias de desenvolvimento têm vantagens comparativas.
Nos paises africanos pratica-se isenções de imposto que taxam seus próprios cidadãos e companhias, mas não aqueles de outras nações e se recusa em divulgar a informação necessária para a tributação estrangeira. Isto permite a corrupção política de grande escala, a fraude e o crime organizado.
O pouco acesso aos cuidados médicos disponíveis faz indivíduos menos resistentes à dificuldade econômica e mais vulnerável à pobreza.
A nutrição inadequada na infância, um efeito da pobreza, mina a habilidade dos indivíduos de desenvolver suas capacidades, tornando-as assim mais suscetíveis à pobreza. A falta de minerais essenciais tais como o iodo e o ferro pode danificar o desenvolvimento do cérebro. A doença, em especial a AIDS, malária e tuberculose e afeta as nações que perpetuam a pobreza desviando o indivíduo, a comunidade, e recursos nacionais da saúde e os econômicos do investimento e da produtividade. Muitas nações tropicais são afetadas pelos parasitas como a malária, o schistosomiasis, e o trypanosomiasis que não estão atuais em climas moderados. A mosca de Tsetse torna muito difícil usar animais na agricultura em regiões afligidos.
A depressão clínica mina a resistência dos indivíduos e quando tratada não corretamente fá-los vulneráveis à pobreza. Similarmente o abuso de substância, incluindo por exemplo o alcoolismo e o abuso de drogas quando tratado não corretamente mina a superação e pode condenar povos aos ciclos cruéis da pobreza.

Ausência de gestão democrática

A falta da democracia nos países pobres:
  • Por exemplo, nos termos da esperança de vida, as democracias pobres apresentam tipicamente expectativa de vida superior em até nove anos em relação às autocracias.
  • Os invesntimentos na educção básica é q40% superior nas democracias.
  • As taxas de mortalidade infantis são 25 por cento mais baixas.
  • Os rendimentos da agricultura são aproximadamente 25 por cento mais elevados,
  • As democracias pobres gastam mais em seus setores da saúde e da educação do que as autocracias pobres

A ausência de regulação pode afastar o investimento e assim perpetuar a pobreza. A gerência deficiente dos recursos de atividades como a produção de petróleo ou a mineração do ouro conduzem realmente a uma perda desses recursos.
O acesso deficiente à instrução disponível prende indivíduos e países nos ciclos da pobreza.


Demografia e fatores sociais

Superpopulação e falta do acesso aos métodos de controle da natalidade. Observa-se que o crescimento demográfico diminuiu, mesmo assim não houve redução da pobreza devido a persistencia de uma superpopulação em várias áreas.


A herança colonial

Os fatores históricos, por exemplo, imperialismo, colonialismo fizeram a grande exploração dos recursos naturais, da mão-de-obra barata não deixando nada em troca.


Os efeitos da pobreza podem igualmente ser causas de diversos problemas, como listado acima, assim criando “um funcionamento do ciclo da pobreza” através dos níveis múltiplos, do indivíduo, do local, de nacional e de global, condenando populações inteira a vier na pobreza e faltando o acesso aos serviços sanitários essenciais, da fome de sofrimento ou mesmo da inanição.

Porém estes problemas na África podem ser reduzidos com investimentos que melhorem o nível de vida da população, como acesso a saúde, educação e moradia. Também é vital uma participação maior da África na economia mundial de forma soberana. A articulação dessas possibilidades com a permanência de governos estáveis e democráticos

Publicado por: rua do artigo

Adaptado por:Isaias Almeida

12 comentários:

  1. 'Nunca pensem mal da África por que ela não é totalmente pobre sempre tem os egoístas para deixarem os pobres de lado.
    Se for perguntar para as pessoas o que elas pensam da África elas só pensam coisas ruins e não pensam o lado bom dela, o lado rico.
    A África tem muita cultura!!!'

    ResponderExcluir
  2. 'Devemos lutar para termos um país melhor e não julgar as pessoas!!!'

    ResponderExcluir
  3. nossa o que nossa amiga falou é realmente verdade , antes de falarmos devemos conhecer totalmente o continente.

    ResponderExcluir
  4. Antes de criticar, devemos procurar conhecer, e orar para que os governantes façam alguma coisa para ajudar a Africa, e sua população tão carente.

    ResponderExcluir
  5. que um continente tão rico e tão pobre ão possa evoluir por conta dos governadores,governadores tenham piedade e deixem ás pessoas q querem levar comidas,água,remédios e etc...sejam coerente.obg!

    ResponderExcluir
  6. A FALTA DE CONHECIMENTO E O EGOISMO DOS GOVERNANTES É QUE É O GRANDE PROBLEMA A AFRICA É CONTINENTE MUITO RICO SIM MAS ELES NÃO SABEM ESPLORAR O LADO BOM E INVESTEM EM GUERRAS INUTEIS QUE SÓ ALMENTA O SOFRIMENTO DOS AFRICANOS.

    ResponderExcluir
  7. A nossa Mãe Africa geme de dores de parto, mas poucas pessoas conseguem interpretar estes sinais. Até quando a Africa vai continuar sendo um país rico-pobre!!??? Que ironia!!!!

    ResponderExcluir
  8. Bem... sinto muito ao pensar que a Africa sendo tão rica em recursos naturais, é tão pobre com uma população não valorizada, sem recursos a uma alimentação adquada; a recursos de estudo decente;CADÊ OS DIREITOS DO CIDADÃO?... 923 mil pessoas morrem por ano de fome sendo 750 mil da Africa e Asia... o que fazer?
    Enquanto uns ganham milhões... como o PAPA por exemplo... tá la no VATICANO ( poder supremo ) considerado um rei( lugar de riquezas incontáveis)ouro muitooo ouro,... e daí?

    ResponderExcluir
  9. ah fala sério cara, antes de escrever um texto, procure ter aulas de ortografia e concordância verbal!!! fora esse aspecto, que dificulta, e muito, o entendimento do seu texto o conteudo é bom!! obrigada, procure melhorar tchau...

    ResponderExcluir
  10. Quem tem um pouquinho sequer de sensibilidade não consegue deixar de sofrer pelo povo africano que sofre tanto é desumano isto monstruoso, vejo as fotos e me recuso a acreditar que isto seja verdade, é uma realidade monstruosa e inaceitável num paneta tão rico de recursos naturais,, porque isto? me sinto super triste e agoniada.

    ResponderExcluir
  11. A vão tudo toma cu, seus filha das puta, a África é pobre porque la só tem preto, que local com preto onde os brancos não mandam nõa é pobre? Isso é uma pergunta séria porra. AAAAAAAAAa esse blablabla todo lugar q tem preto é uma merda Pernambuco, Bahia (local de maior homicídios do Brasil) eu não sou nazista mas eu acho q as pessoas deveriam falar oq realmente pensam e não ficar nesse conto de fadas ridículo. alsçkdjf çlaksdjfçlaskdfjçlask

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu idiota, ignorante, todo lugar tem pobreza e se as pessoas são pobres na Africa é por causa de preconceituosos como vc, eles por tantos anos foram esravizados, depois que a escravidão acabou, eles não tinham nada, não ganhavam salários, como poderiam de uma hora pra outra ficarem ricos? E o preconceito? E banheiro separado para brancos e negros? Com coisa que não existem brancos na miséria, tanto quanto negros. Os africanos sofrem com as guerras, com a corrupção, a violência, a exploração de outros países e a desigualdade. Gente como você é o câncer do país

      Excluir

Obrigado pelo seu comentário, sinta-se sempre a vontade para fazê-lo.